Os anéis de Saturno são surpreendentemente jovens

Explorando os anéis de Saturno

Durante a Grande Finale da sonda Cassini, da Nasa, a nave mergulhou entre o planeta e seus anéis. Ao fazê-lo, coletou novas informações sobre o planeta, incluindo a surpreendente idade dos anéis de Saturno. De acordo com um novo estudo, os cientistas descobriram que os anéis de Saturno são realmente muito mais jovens que o próprio planeta. E eles provavelmente se formaram nos últimos 100 milhões de anos.

Antes de mergulhar entre o planeta e seus anéis, a Cassini orbitou o planeta fora de seus anéis. Isso tornou difícil separar o efeito gravitacional dos anéis da gravidade do planeta e, no processo, encontrar a massa dos anéis. Os cientistas sugeriram que a massa dos anéis de Saturno está diretamente ligada à sua idade, de modo que a resposta teve que aguardada até os últimos dias da Cassini.

Enquanto a nave mergulhava entre Saturno e seus anéis, os pesquisadores monitoraram um link de rádio entre a espaçonave e a Terra. Isso permitiu que a equipe medisse com precisão o campo gravitacional ao redor do planeta sem o efeito gravitacional dos anéis atrapalhando, de acordo com o autor do estudo, Luciano Iess, da Universidade Sapienza de Roma.

E, depois de descobrir que os anéis têm uma massa relativamente baixa, chegaram à conclusão de que os anéis do planeta têm apenas 10 a 100 milhões de anos. Isto é muito mais jovem do que o próprio planeta, que é estimado em 4,5 bilhões de anos. “Já havia pistas das medições da Voyager e da Cassini de que os anéis não haviam se formado com Saturno”, disse Iess. “Mas agora temos muito mais evidências concretas, o que só foi possível obter durante a fase final da missão.”

Mistérios de Saturno

Agora, enquanto esses resultados revelam a idade dos anéis de Saturno, eles não explicam como ou por que os anéis se formaram tão recentemente. “Um evento catastrófico como uma colisão me parece a explicação mais óbvia, mas pode haver problemas com isso também”, disse Iess. “A origem dos anéis deve ser colocada no contexto mais amplo da dinâmica do sistema saturniano. Há colegas que pensam que até as luas internas de Saturno são jovens e estão migrando para dentro ”.

Além de revelar a idade dos anéis de Saturno, as medidas de gravidade tomadas durante as aproximações da Cassini permitiram que a equipe descobrisse mais informações sobre a estrutura interna gasosa do planeta. Saturno, que é composto principalmente de hidrogênio e hélio, tem uma atmosfera interessante. As camadas externas de sua atmosfera giram mais rápido que suas camadas internas. Usando esses novos dados, a equipe determinou quanto mais rápido as camadas externas giram do que as camadas internas. Eles também descobriram que o planeta começa a girar uniformemente a uma profundidade de cerca de 5.592 a 6.214 milhas (9.000 a 10.000 km).

Este novo estudo também revelou o tamanho do núcleo de Saturno. Feitos de elementos pesados, a equipe descobriu que o núcleo do planeta é de cerca de 15 a 18 massas terrestres, ou 15% da massa total do planeta. De acordo com Iess, essa descoberta poderia permitir aos pesquisadores entender melhor como o planeta e suas luas se formaram.

 

Fonte: Astronomy

Matéria publicada originalmente em: ScienceMag

Compartilhe!

Deixe um Comentário